Gravidade e o Plano B

Silêncio absoluto. Vazio. Imagine-se caindo num lugar onde não haja nada para segurar, onde a inércia faz com que você não consiga controlar a sua trajetória.  Essa impressão de descontrole me invadiu quando assisti ao filme “Gravidade“, de 2013. Dá um certo alívio quando nos damos conta de que enquanto a Sandra Bullock rodopia pelo espaço, continuamos no conforto de nossos sofás… Ufa! Mesmo assim, essa aflição nos acompanha durante todo o filme.
A ansiedade, esse medo do desconhecido nos assalta em diversas circunstâncias da vida. Ela ressurge naqueles dias em que você se dá conta de que por algum motivo os seus planos não vão dar certo, e que chegou a hora de providenciar um Plano “B”… E não dá pra entrar em uma cápsula e fugir, temos que encarar os novos desafios e descobrir uma nova solução, reconhecer dentro de nós novas potencialidades e tcharam! Voilà uma saída!
Às vezes demora, e as respostas não são tão mágicas assim. Só que às vezes nos falta tempo para ter certeza de que estamos mesmo tomando a melhor decisão. Mas é assim mesmo. Felizmente, temos direito de errar também. E de tentar de novo. Ainda bem, né? Diminui um pouco a expectativa que temos acerca de nós mesmos, mas de qualquer forma não elimina aquela vontade de que dê tudo certo no final… E para o nosso consolo, nada melhor que lembrar das palavras do Fernando Sabino:
No fim tudo dá certo, e se não deu certo é porque ainda não chegou ao fim.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s